Etiquetas


«A cara fechada de Silvio Berlusconi está em destaque na edição experimental do European Daily em papel, devido ao referendo que chumbou quatro das suas propostas estratégicas para Itália. O primeiro-ministro daquele país integra a secção “Europe”, onde se encontram artigos sobre Espanha, Alemanha, Dinamarca, Reino Unido, países bálticos e Bulgária. São as páginas de consumo interno, que se afastam do conceito clássico de notícias internacionais.

Esse é, aliás, o cerne do projecto, com sede em Londres. Os jovens jornalistas de várias nacionalidades que o vêm escrevendo online desde 2008, assessorados por profissionais mais experientes, acreditam que os temas devem ser tratados a um nível europeu e não tanto de acordo com as perspectivas nacionais a que estamos habituados.

“Nas últimas décadas, a paisagem política, económica e social da Europa foi transformada por acontecimentos importantes. Milhões de pessoas vivem agora num país europeu que não o seu. Muitos europeus atravessam regularmente as fronteiras para trabalhar, estudar ou simplesmente para férias”, começa por ler-se no editorial.

“Partilhamos as mesmas instituições políticas, muitas vezes carregamos o mesmo dinheiro nos bolsos e, cada vez mais, dependemos do inglês como língua comum. Estas são todas características do nosso quotidiano. A sociedade europeia é uma realidade, quer as pessoas se sintam europeias ou não. No entanto, estranhamente, o noticiário ainda é amplamente dado a partir de perspectivas nacionais.”

Os responsáveis pelo título lamentam que os assuntos europeus sejam “forçados a narrativas separadas”, querem mudar esse paradigma. “O jornal diário é o espelho no qual uma sociedade se vê a si própria. Estabelece a agenda, dá pontos de referência comuns e proporciona um fórum para debate sobre questões que interessam a todos. Ler o jornal ao pequeno-almoço pode parecer uma rotina diária trivial, mas é um dos pilares de uma sociedade verdadeiramente democrática e vibrante”, recordam.

O European Daily é, em poucas palavras, um “jornal nacional para a Europa”. É por isso que o jornal congrega na secção doméstica as notícias respectivas ao espaço comunitário. Tudo o que extravasa segue para as páginas da secção “Abroad” (“no exterior”) – EUA, Rússia, China, Síria, Egipto. É também onde se encontra a Turquia, aspirante há muito a Estado-membro da União Europeia.

Opinião, Negócios, Economia, Cultura, Lifestyle e Desporto são as cabeças do resto do jornal, de apenas 16 páginas, distribuído de forma gratuita em Bruxelas e, um dia depois, em Londres, Paris e Berlim. A tiragem foi de 40 mil exemplares. No site do European Daily é possível descarregar o pdf desta a edição, que serviu para mostrar na prática aos leitores o que poderia ser um jornal de âmbito europeu, mas também a potenciais parceiros e investidores.»

(Notícia do Público)

About these ads